Prêmio Funarte Petrobrás Carequinha de Estímulo ao Circo 2012

 

O imprevisto, extraordinário e inopinado. Aquilo que acontece
de maneira súbita, inesperadamente e por isso se define
como surpreendente. Assim é o encontro entre o palhaço e a
bailarina, um clássico já visto na literatura, no cinema, no teatro
e, claro, no picadeiro. Em “Ciao! Buonanotte, Finito.., espetáculo
contemplado pelo Prêmio Funarte Petrobrás Carequinha de
Estimulo ao Circo 2012, não é diferente.


Numa fusão das linguagens da dança contemporânea e
técnicas circenses, a obra é uma metáfora das transformações
que acontecerão quando a Bailarina Fassbinder se deparar com
o Palhaço Black. De suas origens singulares viverão o par, em
uma cena de encontro ora improvisado, ora coreografado, talvez
improvável dentro do plano real.


Bailarina Fassibinder acontece nos anos 90, durante a montagem
do Grupo de Teatro UNIPOP para “O Lixo, a Cidade e a Morte”,
de Rainer Werner Fassibinder, com direção de Luis Otávio
Barata. Na época, Danilo ganhou de presente a personagem
que o acompanharia por muito tempo, ganhando vida fazendo
performance na rua, como se fosse carta na manga, certeira e
intuitiva, para a sua Cia de Investigações Cênicas.
Antonio do Rosário, por sua vez, cria o Black, em 2002, ao
ingressar no grupo Os Palhaços Trovadores. Pinta de roqueiro,
punk de pino no nariz vermelho, Black sempre foi, também,
solto no mundo.


A atriz e diretora Adriana Cruz logo viu ali um desafio. Ambos
existiam em seus universos tão bem construídos. Como criar a
história desse encontro?


E o confronto/encontro da Bailarina Fassibinder com o Palhaço
Black aconteceu. Personagens viventes. O que acontecerá a partir
deste encontro? É que todos querem saber. Vida e morte em
transformação, o que nos prova: o universo está em movimento.
É o que “Ciao! Buonanotte, Finito.., pretende dizer ao mundo!

 

ESPETÁCULO CIAO! BUONA NOTTE, FINITO...

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

Ficha técnica:

Palhaço Black: Antonio do Rosário
Bailarina Fassbinder: Danilo Bracchi
Direção e Dramaturgia: Adriana Cruz
Coreografias: Antonio do Rosário e Danilo Bracchi
Assistência de Direção e Coreográfica: Ícaro Gaya
Luz: Patrícia Gondim
Cenografia e Vídeo: Nando Lima
Figurino: Anibal Pacha

Maquiagem: Antonio do Rosário

Trilha Sonora Original: Armando de Mendonça e Thales Branche
Voz em Bergamasco: Enrico Bracchi

Coach Trapézio: Rafael Trajano

Arte gráfica: Melissa Barbery

Fotos: André Mardock, Fabrizio Rodrigues, Suane Melo

Produção: A Trama